Opus Pistorum

Opus Pistorum

Heterónimo da jovem promessa barreirense Hélder Menor aka Tiny Montgomery, que sendo roceiro e adorando os Felt (dizemos nós), fez um raio de uma construção pop dançável, cancionetista, de feira popular metafísica, onde todos os tipos de confronto, fontes e vocabulários estilísticos têm que se degladiar pela oportunidade de fazer parte destes objectos sonoros. Fontes bem simples e frugais mas com brio e acabamento. A pica aqui é feita de sonho e das insondáveis capacidades analíticas dos artesãos da Margem Sul. Parte do colectivo Linha Amarela, que começa, ao seu jeito pioneirista, a encontrar o seu tipo de lugar no estranho e anímico “panorama” da música independente nacional actual.

Opus Pistorum (name re-claimed from a Henry Miller novel), is a project by Barreiro-based Hélder Menor aka Tiny Montgomery, for which he seeks inspiration in punk rock’s more unstable, playful facet, one of pure electronic discovery and imbued with a DIY spirit. In his latest release, “Há um espectro pela Europa”, he travels off in various directions, with one foot firmly planted in African rhythms and another in the rave culture of the 90s – as we can read in the artist’s Bandcamp: “bleach-house neuro-dance from Barreiro”, including tunes with such inspired names as “Aphex Twin is playing @ Água e Sal” or “Perdi a minha alma no FMM 2016” (I lost my soul at FMM 2016).


Next Performances
6 October 2018 16:00 Futebol Clube Barreirense (Sede)

Popular videos